Impactos na conta de luz em 2019

Novos impactos no valor final da conta de luz dos brasileiros estão previstos para o ano de 2019. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu – ainda em dezembro de 2018 – que os consumidores de todo o Brasil deverão cobrir um valor de R$ 17,187 bilhões por meio da conta de luz ao longo de 2019.

Todo o valor arrecadado será destinado ao custeio de subsídios envolvidos no setor elétrico. Com isso, o valor recolhido via conta de luz, terá como destino a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE).

O custo com a CDE, em 2018, foi de R$ 17,956 bilhões.

Em relação aos R$ 17,187 bilhões que serão destinados a CDE descontados na fatura, foi destacado que: R$ 16,238 bilhões devem ser pagos por todos os consumidores de energia.

O que inclui aqueles que são atendidos pelas distribuidoras de energia bem como os consumidores que efetuam a compra diretamente nas geradoras. Enquanto que outros R$ 949 milhões serão pagos pelos consumidores cativos.

A CDE é um fundo responsável pelo financiamento de medidas como, por exemplo, desconto na conta de energia para aqueles que fazem irrigação, atua no subsídio direto a conta de luz de famílias de baixa renda, financiamento do programa Luz para Todos, além de ser a responsável pela compra de combustível usado em termelétricas que geram energia para a região Norte.

A previsão é de que o orçamento total da CDE seja de R$ 20,208 bilhões ao longo de 2019. Além do valor previsto para arrecadação através da conta de luz, outros R$ 3,021 bilhões devem ser gerados através de receita própria do fundo setorial. A principal fonte de receita própria da CDE são multas aplicadas pelo fundo.

Quais os impactos para a conta de luz em 2019?

A Aneel já divulgou uma estimativa de alta média de 1,45% nas contas de luz em 2019 como resultado do custo extra devido a CDE. As regiões mais afetadas são Sudeste, Sul e Centro-Oeste com uma alta média de 1,74%.

Além disso, os consumidores das regiões Norte e Nordeste terão um aumento médio nas tarifas de energia de 0,82% em 2019.

Por outro lado, a agência reguladora prevê uma queda média de 0,2% nas contas daqueles considerados consumidores cativos. Os consumidores cativos são aqueles atendidos pelas distribuidoras como é o caso de residências, comércio e algumas indústrias.

Porém, é importante destacar que o custo com a CDE não é o único a ser considerado quando estamos falando de reajuste na conta de luz. Essa projeção de alta média apresentada pela Aneel leva em consideração apenas esse fator.

No entanto, saiba que o custo da transmissão, compra de energia bem como remuneração de distribuidoras e geradoras também irá influenciar no valor da conta de luz em 2019. Ou seja, o aumento médio nas tarifas poderá ser ainda maior.

Além do impacto direto no valor da conta de luz o custeio de subsídios do setor elétrico também poderá ter uma influencia direta na inflação para 2019. Cálculos da LCA Consultores já apontam a possibilidade da inflação fechar 2019 acima do centro da meta, que atualmente é de 4,25%.

ENTEC SOLAR

A Entec Solar é uma empresa especializada no fornecimento, instalação e manutenção de sistema de energia solar fotovoltaico. Para solicitar um orçamento acesse www.entecsolar.com.br ou ligue 41 3209 3101.